Dieta do Jejum Intermitente

by - sexta-feira, maio 19, 2017


Aprenda neste artigo como a Dieta do Jejum Intermitente emagrece e ajuda a ter mais qualidade de vida.

O Jejum Intermitente é uma dieta emagrecedora, que ficou conhecida no Brasil inteiro como a Dieta das Famosas, pois muitas dessas celebridades assumiram em entrevistas a sites famosos, que realizavam uso da mesma.

Você certamente já deve ter ouvido diversas vezes, ou lido em alguns sites, que para emagrecer devemos comer de 3 em 3 horas como se fosse um passarinho. E se fizer exatamente isso, com acompanhamento de um profissional, você realmente vai emagrecer.

Mas a questão é... Você consegue de verdade comer durante vários dias, semanas, ou messes, de 3 em 3 horas? Porque com toda a sinceridade, para a maioria das pessoas é inviável esse método. E por vários motivos, como trabalho, estudos, tempo dedicado ao cuidado dos filhos e família.

Aqui no site Saúde Positiva nós abordamos sobre variados métodos para se emagrecer, porque não existe uma dieta definitiva, e sim uma que combine com você e se encaixe exatamente com o seu estilo de vida. E Jejum Intermitente é um bom exemplo disso, pois contraria diversos métodos usados para aumentar o metabolismo, inclusive cortando refeições como o café da manhã.


O que é o Jejum intermitente?

O Jejum Intermitente é um estilo de alimentação que vai inserir longos períodos de completo jejum entre as suas refeições. Geralmente são períodos de 16 horas, ou até mesmo de 24 horas.

Você deve estar se perguntando. Ficar tantas horas sem comer vai deixar meu corpo fraco? Não! Se você seguir um modelo de alimentação ideal, baseado em baixo consumo de carboidratos, como este aqui, por exemplo, você não terá problemas.

Existem diversas pesquisas sendo realizadas sobre o Jejum Intermitente e sua eficácia para a nossa saúde. Duas grandes referencias de pesquisas sendo desenvolvidas são desse site e deste aqui. Os pesquisadores chegaram a conclusão que jejuar faz bem à saúde do corpo e do cérebro, proporcionado aos seus adeptos mais qualidade de vida.

No decorrer da história humana o jejum sempre foi uma pratica bem comum entre os religiosos. Que passam dias privados de alimentação ou realizando poucas refeições ao dia. E não é que eles estavam certos!

Mas não confunda jejuar com greve de fome.


Como o Jejum Intermitente funciona?

Ao jejuar, você passará várias horas sem comer, isso significa menos carboidrato. Com pouca ingestão calórica, o nosso corpo altera os níveis hormonais e força o organismo a confiar na própria reserva de gordura, que servira como fonte exclusiva de energia até a próxima refeição.

Estando em jejum, o nosso organismo irá iniciar processos de reparo celular, principalmente o processo catabólico celular de autofagia, com o objetivo de converter as proteínas velhas em alimento para o organismo. Outro fator importante, é que ao tornar a gordura armazenada disponível para as células, o organismo altera os níveis de hormônio do crescimento, ao ponto se ter picos cinco vezes mais altos que o normal.

Dentre os processos que ocorrem dentro do nosso corpo quando ficamos muito tempo sem comer, um dos mais importantes é a melhora significativa dos níveis de insulina no sangue. Ficar em jejum faz com que os níveis de açúcar caiam drasticamente, fazendo com que o corpo queime a gordura armazenada.

A pratica do jejum intermitente pode ajudar a proteger contra doenças, incluindo doenças cardíacas, diabetes tipo 2, câncer, doença de Alzheimer, entre outras.


Como fazer Jejum Intermitente?

Por ter se popularizado nos últimos anos, o jejum intermitente possui diversos métodos diferentes, cada um com suas peculiaridades e períodos de jejum diferentes.

Abaixo listamos os protocolos mais utilizados atualmente.

Protocolo Leangains ou Método 16/8

Criado pelo sueco Martin Berkhan, do site leangains.com, ele dá a você uma janela de alimentação de 8 horas e um período de jejum de 16 horas. Este é um protocolo desenvolvido para homens, para mulheres, é recomendável seguir um período de jejum de 14 horas, com 10 horas de alimentação. Dentro da janela de alimentação, você pode fazer de 2 a 3 refeições, ou até mais se quiser.

Este método é bem simples de se seguir, basta você não comer nada após o jantar e pular o café da manhã. Por exemplo, se você janta ás 20h, a sua próxima refeição será só as 12h do dia seguinte. Para quem acorda com fome costuma ter um pouco de dificuldade no começo, mas a adaptação é bem rápida. Lembrando que você pode beber água, café (sem açúcar) e qualquer outra bebida não-calórica durante o período de jejum.

Coma-Pare-Coma (Eat-Stop-Eat)

Esse protocolo de Jejum Intermitente deve ser feito apenas uma ou suas vezes por semana, pois envolve jejuns de 24 horas. Pera segui-lo basta você jantar, ou almoçar e não comer mais nada até a hora da janta ou almoço do outro dia. Fazendo um jejum completo de 24 horas, o importante é você se alimentar normalmente evitando comer mais para compensar o período de jejum. Você pode beber água, café (sem açúcar) e qualquer outra bebida não-calórica durante o período de jejum.

A Dieta 5:2

Popularizada pelo médico Michael Mosley. O método da dieta 5:2 permite que você coma normalmente 5 dias da semana, enquanto restringe o consumo de calorias para 500-600 durante os outros dois dias. Nos dias de jejum é recomendado que as mulheres consumam 500 calorias e os homens 600. Assim, você pode comer normalmente todos os dias, exceto dois dias por semana, quando só irá fazer duas refeições pequenas (cada uma com 250 calorias para as mulheres e 300 para os homens). Muitos críticos apontam que ao ingerir calorias, mesmo que poucas, você não fica mais em jejum. No entanto, é possível emagrecer com a dieta 5:2, já que você irá consumir menos calorias durante a semana. O importante é não compensar e comer demais nos dias de alimentação normal.

Quem não deve fazer Jejum Intermitente

O JI não é uma solução milagrosa que serve para todo mundo.
Primeiro: se você está abaixo do peso ou tem um histórico de anorexia ou bulimia, nem pense em começar a fazer jejum intermitente sem antes falar com seu médico.
Se você estiver grávida, tentando engravidar ou amamentando, também é melhor deixar para experimentar o JI em outra fase de sua vida. Jejuar pode ser prejudicial a você e ao bebê.

E agora! Como iniciar?

O protocolo mais simples é o método Leangains, a dieta 16/8, principalmente para quem gosta de malhar. Já para quem necessita perder gordura gradualmente, o protocolo com maiores benefícios é o de 24 horas, coma-pra-coma.

O mais importante, e isso é algo que fazemos questão de salientar, nenhuma dieta deve ser feita sem a orientação de um profissional qualificado. Pois não adianta ficar em jejum e depois comer totalmente errado.

O problema é que muita gente não sabe como comer certo durante a janela de alimentação, e isso acaba prejudicando muito o poder do JI.

Felizmente, há um programa de emagrecimento que usa o JI de uma forma muito inteligente: A Dieta de 21 dias do MédicoNutrólogo com formação internacional Dr. Rodolfo Aurélio.

A Dieta de 21 dias usa um método que combina jejum intermitente com o que há de melhor na dieta paleolítica e a low-carb.

É um programa altamente flexível, que permite o uso de vários protocolos de jejuns e tem eficiência comprovada. Além disso, com o método da Dieta de 21 Dias, você pode comer o que tiver vontade, inclusive aqueles docinhos.


Você pode gostar também

0 comentários